Revista de games gringa ganhou mais de 800 mil assinantes em 2010

Segundo o VGL247, a revista Game Informer ganhou mais de 800 mil assinantes no ano de 2010 e sua circulação está na casa dos 4 milhões de exemplares todos os meses nos EUA. A revista está há apenas 100 mil exemplares de bater as assinaturas da revista National Geographic nos EUA, além disso ela já bateu a tiragem de revistas como Time e Oprah.

Enquanto isso no Brasil a coisa vai mal…

É impressionante este número, mas temos que levar em consideração alguns pontos interessantes. A Game Informer é uma revista da Gamestop, uma das maiores redes de lojas de games dos Estados Unidos. Além de encontrar a revista em quase todas as lojas da rede, em livrarias e Comic Shops, os compradores de games participam de um clube de pontos onde o prêmio é exatamente uma assinatura da revista.

É genial como as coisas se combinam nos “países de primeiro mundo” e é absolutamente banal como nada disso dá certo por aqui. Em um país onde para consumir entretenimento temos que apelar a pirataria, a ordem é sempre economizar o máximo que puder. Só assim dá para explicar porque revistas de games que tinham tiragens de 80 mil exemplares há 10 anos, hoje vendem menos que 10 mil. Temos que levar em consideração que nenhuma fórmula usada no exterior funciona no Brasil. Fórmulas marqueteiras só dão certo se adaptadas a nossa sociedade. Se isso não acontece, esqueça.

É triste ver o que aconteceu a revistas inteligentes de games como a NGamer e Edge que além de pessoas capacitadas ainda possuía notícias em primeira mão vindo lá da gringa o tempo inteiro.

A culpa nem é deles, mas sim de todo um universo que conspira contra.

Como já disse aqui tantas vezes, as notícias sobre games são absolutamente previsívieis. As empresas anunciam hoje o que estavam planejando há pelo menos 2 anos. E são poucas as pessoas que tem acesso a esse tipo de informação. Geralmente, são pessoas próximas as empresas, e ultimamente elas estão situadas nos maiores mercados de games do mundo, e cito Japão, Estados Unidos e Europa. Infelizmente, América do Sul ainda não entrou no páreo, mas talvez entre nos próximos anos, quem sabe.  Por isso por mais que haja boa vontade das empresas em nos ceder material com antecedência, apenas se você estiver próximo a elas é que terá acesso a informação confidencial de qualidade que respeitando embargos pode chegar primeiro a revista e depois a internet. É o que revistas como a Game Informer faz.

Enfim, como o Brasil está no final da cadeia alimentar, só com muita briga é que conseguimos trabalhar com o que sobra.

O outro fator é absolutamente econômico… Quem compra qualquer revista de entretenimento hoje em dia? É por isso que revistas de cultura pop, cinema, quadrinhos e videogame não dão mais certo e não vendem o suficiente. São dispendiosas e possuem informações atrasadas. Ao invés de comprar uma revista por 14 reais, que tal assinar o Net Combo (apesar de ser uma m#$%!) e pagar R$29,90 para ter acesso ao MUNDO pelo seu computador? Além de ler tudo o que puder, se você for um pouquinho “pirata” ainda pode baixar TODOS os programas de computador, jogos, seriados de tv, músicas e filmes. É só dar aquela pesquisadinha suja.

Revistas de games hoje só venderiam se custassem R$3.90, como antigamente (lembra da Gamers?), e fossem subsidiadas pelas próprias empresas e lojas anunciando sempre e por valores justos. Enquanto tentamos fazer um Jogo Justo não deveríamos  esquecer das mídias que suportam todo esse mercado brasileiro de games.

O mais interessante é que aqui talvez as revistas precisem mesmo terminar por algum tempo… E quando o mercado estiver maduro e saudável, elas voltem aos poucos.

Uma opinião sobre “Revista de games gringa ganhou mais de 800 mil assinantes em 2010”

  1. Parabéns pelo post, sabias palavras, quando será que a era de ouro das revistas de games voltará, se é que um dia voltará?

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s