Rampage – Destruição Total – O que eu achei do filme!

Me ocorreu estes dias que algumas resenhas poderiam ser mais rápidas e sem muito frufru e palavras rebuscadas. Pensando nisso escrevi minha pequena resenha sobre Rampage – Destruição Total que estreia amanhã. Divirta-se neste texto de 1 minuto, vá ver o filme e depois me diga o que achou!

Rampage é filme catástrofe com monstros gigantes destruindo e comendo tudo e todos baseado no jogo de fliperama lançado em 1986 que pouca gente sabia que existia. Uma experiência científica ilegal que estava sendo feita numa estação espacial usando CRISPR, ferramenta atualizadíssima de edição do genoma, cai na Terra. A fumacinha que sai das caixas afetam 3 animais: um lobo, um jacaré e o gorila albino amigo do mocinho. Pronto os bichos crescem e saem destruindo tudo.

Como protagonista o ator que interpreta um único papel em todos os filmes, o dele mesmo: Dwayne “The Rock” Johnson. O cara que sempre diz ser uma pessoa comum com emprego comum, mas na verdade tem treinamento nas forças especiais pra justificar ser careca, durão e ter músculos até o último fio de cabelo.

Dedo no cu e gritaria. “Gráfico” de Xbox One X e vilões de desenho animado.

Enredo legalzim que não força tanto a barra porque não foi “dirigido” pelo Michael Bay.

Clichê em cima de clichê combinado com frases chavão e plot twists bobocas.

Nota: Desliga o cérebro que você vai se divertir um monte. Eu dei risada pacas! Tchau!

*Eles realmente usam o CRISPR no filme. E o tema científico em si é muito legal. Leia mais aqui.

Macaco Twelves e Latino
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s