Feliz aniversário Super Famicom!

 

Foi no dia 21 de novembro de 1990 que foi lançado no Japão o Super Famicom, videogame de quarta geração da Nintendo que tornou-se um verdadeiro furor entre os jogadores. Os dois games lançados neste dia foram Super Mario World e F-Zero.

O console que entrou na briga com o Mega Drive da SEGA trouxe ao mundo dos games um novo patamar em gráficos. Com 16 bits apenas o aparelho gerava 256 cores e tinha o efeito Mode 7, que girava os pixels fazendo com que o cenário desse a impressão de tridimensionalidade.

Só para matar a saudade, um vídeo com 100 jogos de SNES em 10 minutos!

Se você é como eu tá na casa dos 30 anos deve se lembrar deste documentário do Globo Repórter que passou na tv em 1991 falando dos games que estavam explodindo na época. A péssima política e econômica adotada e a inflação acabaram com um mercado que sempre tentou fazer parte do Brasil. Logo no começo o apresentador fala “as vendas de videogames este ano (1991) no Brasil chegarão a cemi milhões de dólares, um total de 34 bilhões de cruzeiros”. Deu para notar a inflação em que vivíamos nessa época? Calculando bem porcamente um dólar naquela época (ou naquela semana) custava 3400 cruzeiros! Já pensou se ainda estivéssemos naquela fase da economia e um dólar custasse 3400 reais?

O mais interessante de tudo isso é que o console foi lançado em novembro de 1990 no Japão e o documentário só foi ao ar em 1991… é naquela época sem internet, as coisas aconteciam e só ficávamos sabendo mesmo muito tempo depois.

 

Cara, o Toni Cavalheiro meninão é hilário. Seria ele o primeiro “piloto”? Piloto era como eram chamados os caras que jogavam muito e eram contratados pelas revistas de games para dar dicas e fazer reviews. Na verdade como um garoto ou jovem sem faculdade de jornalismo não podia escrever, eles criaram esse “emprego” para os gamers. Um cara como o Toni ia lá contava tudo para um jornalista que escrevia o review baseado em suas informações. Eu quando garoto alugava cartuchos nas locadoras da zona leste, Tatuapé, Penha e afins. Para mim eram as melhores locadoras de São Paulo porque tinham absolutamente tudo antes. Vez ou outra a galera dos games pegava um busão e ia alugar fita em outro lugar, pois era avisado pelos amigos que um jogo X havia chegado primeiro. Tínhamos carteirinhas em diversas locadoras… Bons tempos!

Essa terceira parte do documentário é muito legal! Tem cenas dentro da Nintendo com o presidente da época Hiroshi Yamauchi testando um sistema que segundo o repórter: “acoplado a um telefone permite que o jogador possa jogar a distância com um outro amigo”. Naquela época (1991), a Nintendo já sabia da tecnologia da internet e dos games online, ela só não era barata o suficiente para ser implementada em um videogame que tinha a intenção de ser popular.

Além disso, tem cenas do filme TRON também! Muito revolucionário na época! …rs..

Nesta última parte repare no comentário do apresentador: “Os computadores são muito melhores que os videogames porque podem gerar uma imagem muito melhor” aí corta a cena e mostra a jornalista especializada do jornal O Globo, o game que ela mais gosta? Pac Man…rs..

De fato os computadores tinham maior capacidade de gerar gráficos, mas isso acontecia unicamente porque os videogame precisam ser populares. O nome Famicom (NES) como todo mundo sabe vem da palavra “Family Computer” ou computador familiar. Os primeiros projetos do Famicom vinham com teclado, mouse e entrada para disquetes. O presidente da Nintendo Hiroshi Yamauchi disse: “Tirem tudo isso e o deixem o mais simples possível!” e o resultado foi um computador que poderia ser comprado por todos (os japoneses e americanos pelo menos). Estava criado o videogame.

Eu me lembro de ter visto o Super Mario World pela primeira vez neste programa. Fiquei alucinado! Queria o console e o jogo de qualquer jeito. Só que ambos era muuuuuuuito caros. No final das contas, hoje eu ainda tenho o meu SNES guardado na caixa, mas o Super Mario World eu nunca tive.

De qualquer maneira joguei muitos games bacanas, aluguei muita coisa, fiz muitos amigos e acabei por me tornar jornalista de games justamente por isso. E agora o mercado vai bombar novamente, só que com economia boa! Então deve durar bastante desta vez.

O início da Nintendo:

Essa história também é muito boa. Fico feliz por ter encontrado um vídeo interessante e em inglês.

 

O game que me fez querer aprender japonês também era de SNES!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s