E vamos falar de Hatsune Miku – Project Diva: Future Tone

31850277880_864b3a0f46_o

Olha antes de começar a falar sobre este game aqui tenho que dizer que até Future Tone, eu nunca tinha passado um tempo jogando nada dessa cantora virtual. Por isso o que você vai ler aqui é o relato real de alguém que teve essa experiência pela primeira vez.

Bom, o ano mal começa e as pessoas que trabalham nesta área de games já tem sua lista anual de jogos para avaliar. Você sempre tem uma ideia do que vem por aí baseado nas coisas que vimos durante o ano que passou, notícias, testes fechados, anúncios da E3 e tal. Além disso rolam algumas surpresas, games indies muito bons, cancelamentos (como o que rolou com Scalebound T_T) e por aí vai.

Além desta lista tem os jogos que aparecem nas entressafras, ou seja, entre um Triple A e outro aparece sempre um jogo no meio da qual você pode se divertir ou não.

E mal começou o ano, a SEGA me mandou dois deles. Yakuza 0 que só posso comentar no dia 22 de janeiro e este jogo da Miku.

Hatsune Miku, a musa virtual

Quem diabos é Hatsune Miku? Tá aí a pergunta com uma das respostas mais malucas que eu já ouvi. Ela é uma cantora virtual criada por uma empresa japonesa especializada em sintetizadores de voz chamada Crypton Future Media em colaboração com a Yamaha que pasmem além de motos faz alguns dos instrumentos musicais mais respeitados do planeta.

Em 2000, a Yamaha começou a desenvolver o Vocaloid, um motor gráfico sintetizador de voz comercial que poderia ser usado em computadores, mensagens eletrônicas e também para cantar apenas digitando letras e melodia. Anos se passaram e a Yamaha aperfeiçoou o software que foi aproveitado pela Crypton que incluiu o motor em seus softwares. Em 2007 eles anunciaram sua primeira diva virtual, a Hatsune Miku (初音ミク), cujo nome traduzido seria “Primeiro som do futuro”. Acho que a ideia era mostrar como o sintetizador deles era bão mesmo!

Usando arquivos de voz gravados por uma mulher chamada Saki Fujita, Miku não demorou muito pra decolar no Japão, a terra onde um monte de homem prefere casar com uma boneca do que com uma mulher de verdade. 😛

Piadinhas a parte, a diva já ganhou centenas de músicas, muitas usadas comercialmente, outras feitas por fãs. Ela já chegou até a fazer shows ao vivo! Sério, fizeram uso daquela mesma tecnologia de hologramas que trouxe 2Pac de volta a vida no palco do Coachella, mas só que pra trazer a mulher feita de computação gráfica pro nosso mundo tocando ao vivo com uma banda.

Olha o show de 2016 bombando de gente… Meu…

Eu particularmente acho a voz dela extremamente anasalada, apesar de nunca desafinar,  mas po ela é de mentira… é… vou ficar quieto.

Mas e aí qual é a desse Project Diva Future Tone?

Depois de te dar todo esse contexto de quem é a diva virtual, eu preciso te dizer que Hatsune Miku já ganhou muitos jogos musicais produzidos pela SEGA usando o absurdamente gigante banco de músicas dela e de seus companheiros digitais.

Sendo assim, Future Tone é uma enorme coletânea musical combinado com um jogo de ritmo. E você não precisa dançar, só se quiser. Basicamente, você assiste Miku e seus amigos interpretando a canção, enquanto aperta os botões no ritmo simulando uma batida de um pandeiro com uma barra de energia e um medidor que diminui cada vez que você erra. As músicas são divididas por níveis de dificuldade e cada vez que joga uma delas ganha pontos para customizar seus personagens com roupas e acessórios. É sério!

O jogo reúne mais de 200 músicas em duas coleções divididas em categorias. A Colorful Tone tem músicas mais alegres e divertidas, enquanto a Future Sound reúne trilhas mais dançantes e de rock. Todas as músicas são curadas de outros jogos lançados pela SEGA para diferentes aparelhos como Project DIVA, Project Mirai e dos fliperamas japoneses de Hatsune Miku (sim, ela tem fliperamas cara!).

Algumas dessas músicas tem diferentes níveis de dificuldade e confesso que fiquei no EASY sim! Mermão tomei cada surra nos modos normal e difícil que fiquei com vergonha. São muitos botões e combinações e todas vindo ao mesmo tempo quase um Bullet Hell musical. Não tenho coordenação motora pra isso!

Pra quem já jogou games da Miku saiba que alguns comandos estão diferentes. Existem botões que precisam ser apertados simultaneamente e outros que é preciso “escorregar o comando” segurando durante algum tempo.

32226014465_33a5f98b4e_o

Músicas tradicionais e algumas homenagens a SEGA

No listão de músicas de Future Tone existem algumas clássicas dos fãs da cantora como LOL, Po Pi Po, Senbonzakura e Levan Polka (eu adoro essa porque é uma regravação de uma popular canção finlandesa e me faz rir toda vez que escuto). Ah, as músicas são todas legendadas pra você decorar as canções, mas na hora de jogar você mal tem tempo de ler.

O que me chamou atenção no entanto foram as homenagens aos clássicos da SEGA. Existem músicas cantadas pela Miku de After Burner 2, Space Channel 5 e o tema de Out Run, Magical Sound Shower. Nas customizações você ainda pode encontrar roupas de Valkyrie Chronicles, pegar um chapéu do Sonic, a roupa de Sarah de Virtua Fighter V , além de Ulala de Space Channel V.

O que eu achei do jogo?

É mais um game musical usando o mesmo formato que a SEGA criou para as músicas de Hatsune Miku. E sim, é um jogo voltado para um público extremamente específico que primeiro, precisa gostar de língua japonesa porque as canções são todas neste idioma e segundo, precisa saber quem é a Miku.

Pra quem é fã, saiba que tem música pra cacete. Tanto as que vem na coletânea quanto as que pode comprar pela PlayStation Store.

Não é um jogo ruim, todavia também não é nada lá muito inovador e incrível, mas confesso que me espantei pelo tanto que joguei algumas das canções e pelo tanto que elas grudaram na minha cabeça depois disso. Agora quero me livrar de Levan Polkka que já entrou no hall das músicas grudentas e engraçadas como a 7th Element do Vitas.

Como é um jogo pra um público específico como este que falei acima a SEGA não o lança legendado em português, apenas em inglês. E você o encontrará apenas em formato digital para PlayStation 4 na PlayStation Store. Infelizmente não saiu para o Xbox One.

Pra terminar fiquem com ele que é uma diva virtual de carne e osso e acho até que veio do futuro também.

Anúncios

2 comentários Adicione o seu

  1. shiroe disse:

    Criando um post da Hatsune Miku e acabei encontrando seu blog. Achei muito legal, parabéns.

    Curtir

    1. Obrigado! 😉

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s