Nier Automata salvou a Platinum Games

No dia 13 de agosto, o diretor e game designer da Platinum Games, Hideki Kamiya postou o seguinte desabafo em seu twitter:

 

 

“O sucesso de Nier neste momento trouxe uma nova fanbase, novos membros no staff da empresa, uma história de sucesso, um aumento na quantidade de funcionários qualificados e uma grande ajuda. Eu normalmente tenho que fazer tudo isso sozinho. Pode até parecer uma história patética, mas eu não estou exagerando ao dizer que o Sr. Taro salvou a Platinum Games. Não tenho como agradece-lo o bastante por isso”.

Por mais que digam que a Platinum seja uma desenvolvedora japonesa inovadora e que ultrapassa limites trazendo sempre novas experiências ao jogador, é bem provável que depois do cancelamento de Scalebound ela tenha passado por dificuldades e perdido investidores. Afinal, apesar de terem criado pérolas como Bayonetta, Anarchy Reigns, Madworld, Vanquish, Metal Gear Rising Revengeance entre muitos outros, a Platinum é um estúdio de médio porte e como todas as outras perde muito dinheiro investindo em suas ideias.

Um jogo em desenvolvimento até seu lançamento é apenas gasto. A empresa precisa colocar um capital alto de milhões de dólares durante 3 anos para, talvez, lucrar quando o conteúdo for lançado. Se um jogo é cancelado ou não faz sucesso boa parte dessa grana se perde. Investir assim não é fácil, mas é a única maneira. É por isso que em estúdios grandes vemos tantos “jogos com mecânica parecida” ou franquias com continuações a exaustão (como CoD, Battlefield, FIFA, PES, Assassins Creed, etc). É uma maneira de garantir que o game vai vender por serem marcas consagradas do público e ainda arrumar um troco pra financiar novas experiências.

Basicamente um estúdio pequeno e médio não tem grana e nem time capaz de criar e lançar games nesta velocidade. Se erram em algo, a companhia pode fechar as portas.

Nier: Automata foi feito diretamente pensando na fanbase do primeiro game, não esperavam que fosse vender tanto e nem se tornar tão aclamado pelo público e mídia como se tornou. É realmente um marco na história da Platinum e o mais interessante é que colocou o produtor Yoko Taro nos holofotes.

E bom, Sr. Taro não é muito fã dos holofotes tanto que usa uma máscara para proteger sua privacidade durante as entrevistas, mas isso não o impede de mostrar sua genialidade, como pode ser vista no vídeo do Toco Toco TV abaixo (ative as legendas em inglês):

 

 

Via: Destructoid

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s