Minha primeira viagem de negócios!

em
Será que é aqui que eu vou?

Semana que vem farei a minha primeira viagem de negócios! E como qualquer pessoa que faz as coisas pela primeira vez, estou nervoso por antecipação! Mas também estou feliz. Muito feliz! Estranho ter dois sentimentos tão contraditórios como esses, mas é verdade. Talvez uma das coisas que eu mais ame na profissão que escolhi seja mesmo viajar e conversar com pessoas de outros países e outras culturas. Me divirto fazendo isso, de verdade.

Eu fiquei surpreso quando no mês passado, um represetante de uma grande empresa de games me ligou e disse: “Ei, Renato! Você precisa jogar um novo game que estamos desenvolvendo”. Na hora eu respondi: “Claro. Adoraria, mas quando é que vocês o mandarão para mim?” e a resposta foi ainda mais espantosa: “Não. Você precisa vir até Tóquio para jogar! Podemos contar com a sua visita?”

Depois disso fiquei sem ter o que dizer por alguns segundos e falei: “Claro! Quando eu vou? Como eu vou?”

E o resto da história vai acontecer na semana que vem…

Sim, a partir do dia 8 de maio estarei embarcando para o outro lado do mundo (novamente!) só que desta vez não irei para visitar os amigos, mas sim para fazer negócios, escrever matérias, conhecer pessoas e fazer amigos.

O objetivo como sempre é aplicar algumas das minhas ideias malucas dentro do mercado de games e trazer os frutos que conseguir para a empresa em que trabalho atualmente, a Tambor. Eu já ouvi de tudo aqui no Brasil. É gente dizendo que as empresas internacionais não nos respeitam ou que não têm interesse em nós. E a minha intenção sempre foi a de mudar essa impressão. E confesso que desde que comecei a editar a Nintendo World tenho tido muitas experiências interessantes.

Posso dizer com toda certeza que sou oficialmente o primeiro jornalista de games brasileiro a ser convidado para ir a sede de uma empresa japonesa e jogar games antes da famosa E3 (Electronic Entertainment Expo), grande feira sobre o assunto que acontece todos os anos no mês de junho em Los Angeles na Califórnia.

Será que talvez eu goste tanto do Japão que o universo conspira para me mandar para lá, mesmo quando eu não tenho condições para tanto? Isso é sensacional! Não me canso de agradecer o convite. A viagem para lá acontecerá via Estados Unidos, onde terei uma parada em Los Angeles, mas que confesso ainda não ter descoberto o motivo.

Tudo o que eu presenciar nesta visita só poderá aparecer oficialmente na metade de junho quando todas as novidades serão liberadas pela indústria. Apesar de eu ter vontade de contar para todo mundo, sigilo é uma coisa muito importante neste caso.

Nesta semana maluca do outro lado do mundo eu espero ter tempo para rever os meus amigos, mesmo que seja só um pouquinho. Quero comer Pizza- Man no conbini. E a outra parte é fazer jus ao convite, respeitando todas as regras que dita a boa e velha etiqueta japonesa.

Ai… ai… Vamos ver no que dá! Me desejem sorte!

Anúncios

2 comentários Adicione o seu

  1. Sei como deve estar eufórico por poder retornar à sua terrinha. Aproveite muito e tire muitas fotos, ok? Grande abraço!

    Curtir

  2. Nossa, que curioso chamarem você para ir a Tóquio jogar em vez de mandar o jogo… por que será, hein??

    Deve ser demais isso… eu sonho em visitar o Nihon um dia.

    Ah, mas acho que sei porque o vôo vai ter escala nos EUA… não tinham cancelado as rotas diretas São Paulo-Tóquio??

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s