Novo video do longa animado Astroboy

Trailer japonês e americano nada a ver!
Trailer japonês e americano nada a ver!

O site da Apple liberou um clipe inédito do filme Astroboy. O vídeo mostra o pequeno herói robô preso dentro de uma “batalha de robôs” em que ele se recusa a participar. Para assistir é só clicar aqui.

Astroboy conta a história de um menino-robô, chamado Astro (ou Atomo no Japão) criado a semelhança do falecido filho de um cientista chamado Dr. Tenma. Logo, o fabuloso cientista percebe que Astro não pode substituir o amor de seu filho e acaba vendendo-o para o dono de um circo. Um belo dia, um outro cientista chamado Ochanomizu, vê o garoto se apresentando e acaba convencendo o dono do circo a da-lo a ele. Criado de forma afeituosa por este professor, Astro passa a combater o mal e a injustiça. Desta maneira, ele descobre que também tem a capacidade de expressar as emoções humanas.

A história de ficção-científica foi criada pelo mestre dos mangás, Osamu Tezuka e publicado no Japão e 1963. Este novo filme teve roteiro escrito por dois roteiristas americanos (Timothy Harris e David Bowers) que se basearam na história original.

No Japão, o filme terá o herói dublado pela modelo Aya Ueto. Nos EUA, a voz ficará com Freddie Highmore, o ator que fez os irmãos gêmeos de As Crônicas de Spiderwick. No Brasil, eu ainda não sei…

O filme estréia no Japão em 10 de outubro, nos EUA em 23 de outubro e no Brasil apenas em 22 de janeiro de 2010.

Bom, como eu não aguentei, resolvi fazer uma pequena comparação entre os dois trailers…

Aqui tem um trailer em japonês com a voz da modelo. Uma coisa que eu achei interessante foi que o trailer tem cenas muito parecidas com o que o Tezuka criou nos mangás. Aparece o Dr. Tenma dizendo: “Eu não sei o que eu fiz… Eu olho para a cara deste garoto e pelo que consigo me lembrar… ele não é o meu precioso filho… Eu não o quero…”. Aí aparecem algumas frases escritas como se o Astro as tivesse falado. Logo no começo aparece a frase: “Eu morri. No entanto, o meu pai me deu uma nova vida…”

Depois tem o trailer e no meio logo que o Dr. Tenma diz:“Me desculpe…” aparece a frase: “Você sabia?” e depois vem: “Que a verdadeira história de Atomo…” aí continua o clipe mostrando como ele virará um herói e tal… Aí no final tem a frase: “Eu não posso perder porque eu sou o filho do meu papai”. Acho que lendo assim em português não dá pra passar muito a emoção que a língua japonesa transmite, mas dá pra entender que o trailer apela pro lado emocional da coisa. Como na história original de Tezuka, a idéia de um robô que quer se tornar humano e ser aceito pelo pai, uma espécie de Pinóquio moderno.

Já o trailer americano “mata” toda essa essência do original. É muito chocante assistir aos dois. Na versão americana o filme não passa de um longa animado de verão cheio de aventuras e personagens divertidinhos, onde tudo dá certo no final. É como se o Astro fosse um brinquedo e tal. Me lembra um pouco aquelas vinhetas da Globo da Sessão da Tarde em que o cara sempre fala a mesma coisa: “Uma turminha genial vivendo altas aventuras para escapar de uns robô maldosos…”

É muito triste, mas o trailer americano pra quem tá acostumado a ver desenhos japoneses passa a idéia de que a produção em si vai ser uma merda. Enfim…

Assista e compare os dois, please! Espaço para comentários é de vocês amigos!

4 comentários Adicione o seu

  1. Fabrício disse:

    Eu sempre fico com medo de produções assim com a previsão de quem fiquem muito americanizados e percam a característica. No trailer japonês eles mostram um lado mais dramático/triste do filme, no americano as partes mais cômicas e de ação. Foi o que achei.

    Curtir

  2. kiioku disse:

    Bom. Muito bom esse eu quero assistir! Mas, acho que se eu tivesse visto apenas o trailler americano, mudaria de ideia…sei lá ele mostra um lado comico e bem infantil…enquanto o japones mostra açao e drama… mais car de anime msm.. sem contar com as dublagens.. em japones bem melhores.

    Deixo uma sugestao, seria legal se de alguma forma disponibilizssem o filme em japones aqui. Tô doido pra assistir em japones , como disse é bem melhor hehe!

    Curtir

  3. C-netto disse:

    Então, o que ocorre nos filmes é o que acontece em tudo na relação Japão/EUA.

    Se você pegar uma HQ produzida nos EUA, o que vai ter lah dentro eh apenas ação e luta sem uma historia que começa/acaba, mas se voce pegar uma historia produzida no Japão dentro tem mesmo uma ‘historia’ não eh soh ação e luta, é por esses e outros motivos que valorizo mais o produzido no Japão do que o produzido nos EUA.

    Curtir

  4. Daniel disse:

    Concordo com todos vcs, mas entendam que isso é um marketing direcionado. Como foi dito nos comentários anteriores, no Japão o pessoal ta mais acostumado com o estilo mangá da coisa, com historia, com uma trama… Já os americanos estão acostumados a ação e ação e ação com explosões e tudo mais… sei lá né gente.. Capitalismo e tal, mundo em que vivemos e tal, o que interessa é ganhar dinheiro e tal.. entenderam? Infelizmente, se “apelar” para o lado emocional dos EUA não da dinheiro com esse tipo de filme eles não o farão.

    []s

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s